euronews le mag – Festival Gnaoua e Músicas do Mundo


pt.euronews.com O Djembe é um dos mais icónicos instrumentos de percussão de África. O Festival de Música Gnaoua, em Essaouira, em Marrocos, convidou alguns dos mais novos talentos da África Ocidental. O grupo “Djembe New Style, com músicos do Mali, Guiné, Burkina Faso e Costa do Marfim, mistura vários estilos de tocar o Djembe criando um novo, um estilo moderno. Babara Bangoura, percussionista da Guiné explica os sons básicos do Djembe. “Existem três sons: o “ton”, o “claque” eo baixo. fechamos ligeiramente e fazemos o “ton”. Depois o “claque” abrimos ligeiramente os dedos. O terceiro é no meio, é o baixo. As origens do Djembe remontam ao povo de Malinké, descendentes do Império do Mali, entre 1230 e 1600. Diz-se que um percussionista talentoso é aquele que “consegue fazer o djembe falar”, aquele que consegue contar uma história emocionante. Como fazem os “Djembe New Style” no festival Gnaoua. Tem uma licenciatura em História Moderna na Universidade de Oxford mas escolheu a música como forma de vida. Soweto Kinch toca saxofone e é MC. É nesta altura um dos músicos mais versáteis tanto no Jazz britânico como no Hip-Hop britânicos. Soweto explica: “atualmente existe muito Jazz e muito Hip-hop. Agora estou muito mais confiante. Quando comecei ainda tinha algum receio sobre como iria funcionar o Hip-hop eo Jazz juntos. Mas já passaram 10 anos a tocar esta música e cada vez que ultrapasso uma etapa parece que tudo pode acontecer.” Soweto trouxe este ano a Essaouira uma

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *


*